Canto

A voz como instrumento corresponde à concretização e consciencialização das suas potencialidades sonoras, no sentido de permitir a sua expressividade e o conhecimento e treino das suas modulações.

De entre todos os instrumentos, ela emociona humanamente o público, na medida em que permite a união entre a música e a palavra rumo a uma expressão que não se vê – e que somente é sentida.

É o mais íntimo dos instrumentos pois o seu berço é o próprio corpo, o que faz com que o cantor seja a corporificação do seu instrumento. A emoção é a palavra chave e a aprendizagem correcta da técnica contribui para a exploração da sensibilidade do cantor.

A cor dos timbres é tão única como cada pessoa – o que faz do canto um desafio para o conhecimento de si diante dos outros.

Tipo de aprendizagem

– INDIVIDUAL
– GRUPO (MAX. 2 ALUNOS)

Professores